Cardápio do Dia: Clubhouse Mushroom Dijon

Olá gente faminta por conteúdo. Eu sou Ricardo Koto e no cardápio de hoje temos: Clubhouse Mushroom Dijon
Lembrando apenas que isso não é uma crítica culinária, apenas um relato sobre minha experiência como consumidor de calorias.

Então, vamos lá!

A ESCOLHA: como estava querendo provar um novo sabor, a escolha recaiu sobre o último sanduíche lançado pela rede do palhaço. O Mushroom Dijon. Um sanduíche da linha Signature, uma linha de produtos gourmetizada. De cara dá pra perceber que se trata de um produto diferenciado pelo pão (tipo brioche – um pão mais fofinho e com casca brilhante) e pela apresentação do lanche, que vem numa caixinha maior e vem embalado.

expectativa

O PREÇO: o combo normal está R$ 29,90 – com batata e bebida médias (sim amigos, um lanche do palhaço está quase 30 temers).

A ESPERA: o lanche é gourmet, eu já esperava uma “espera” maior… mas a espera parece eterna quando se está com fome.

O SANDUÍCHE: como já dito antes, o sanduíche veio numa caixinha um pouco maior (mesmo tamanho do Angus) e envolto em papel. São 02 (dois) hambúrgueres, cebolas caramelizadas, cogumelo de Paris, mostarda Dijon com sementes, queijo emmental e bacon rústico.

COMENDO: é um sanduíche com o pé na França. O cogumelo de Paris (ou champingnon para os mais íntimos) e a mostarda Dijon sobressaem no sabor. Comer os pedacinhos de cogumelo que ficam na caixinha é um ato de coragem, considerando que para mim ele tem um sabor levemente adocicado. A carne (a mesma do Angus, de acordo com uma fonte segura), tem o gosto de carne tradicional dos sanduíches do palhaço (entendam como quiserem). O bacon rústico, e as cebolas caramelizadas dão uma crocância ao conjunto. O pão, fofinho, harmoniza sem se destacar e o queijo foi um detalhe à parte: eu nem senti o gosto, mas sabia que estava lá a sei que faria falta…

OPINIÃO: sou suspeito para falar. Quem me conhece sabe que como no palhaço várias vezes ao mês. Seja por preguiça, por falta de opção ou por gostar mesmo. Se você gosta de mostarda, vale muito a pena. Se você gosta de cogumelo também… para mim foi apenas um almoço com colegas de trabalho. Não repetiria a escolha. Da próxima vez ficarei com meu velho e querido Quarteirão com Queijo (um clássico é um clássico).

MENÇÃO HONROSA: babatas rústicas. Cortadas em formato de meia lua, com aspecto de ainda ter a casca, douradinhas e levemente apimentadas, valem a pena o custo de R$ 2,00 a mais no preço da batata média.

E é só…

Até o próximo cardápio.

5 Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *